Notícias

Ageo arremata por R$ 210 milhões área destinada a granéis líquidos no Porto de Santos

By | 30 Set, 2018

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) realizou nesta sexta-feira (28/9), na Bolsa de Valores (B3), em São Paulo, o leilão de arrendamento de área STS 13 destinada à movimentação e armazenagem de gráneis líquidos, no Porto de Santos (SP). A Ageo foi vencedora do certame licitatório em decorrência ao maior valor de outorga ofertado, no montante de R$ 210 milhões.

A área arrematada tem 54.221 metros quadrados e o valor global estimado do contrato alcança R$ 1,3 bilhão. O prazo de arrendamento é de 25 anos podendo ser prorrogado sucessivamente até o limite de 70 anos.

A empresa terá que investir R$ 198,2 milhões na manutenção e modernização da infraestrutura já instalada. A área está localizada no Terminal da Ilha de Barnabé, na margem esquerda do Porto de Santos, sob jurisdição da Companhia Docas do Estado de São Paulo.

A área é caracterizada como uma instalação de armazenagem de uso misto, com 99 tanques pressurizados para produtos químicos, etanol, derivados de petróleo e outras instalações complementares.

Além disso, possui estruturas de armazenagem conectadas ao cais existente com dois berços, a uma distância de aproximadamente 700 metros, por meio de dois corredores de dutos, sendo que cada tanque de armazenagem tem dutos dedicados às plataformas de abastecimento de caminhões. A capacidade total dos tanques é de aproximadamente 97.720 metros cúbicos.

O leilão também previa a oferta de um terminal localizado no Porto de Santana, no Amapá. Mas a área MCP01 – destinada à armazenagem de granéis sólidos de origem vegetal, especialmente cavaco de madeira – não recebeu nenhum lance no certame.

ÁREA BEL 06 – Ainda na B3, a Companhia Docas do Pará (CDP), entidade vinculada ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação, leiloou a área BEL 06, no Porto de Belém, no Pará. A vencedora foi a empresa Nacional Gás Butano Distribuidora, que ofereceu um valor de outorga da R$ 1,01 (um real e um centavo). O prazo de arrendamento é de 20 anos, podendo ser prorrogado sucessivamente até o limite de 40 anos.

Localizada no Terminal Petroquímico de Miramar, a área detém 32.256 metros quadrados e é destinada à armazenagem, envase e distribuição de gás liquefeito de petróleo, o GLP. A empresa deverá investir R$ 51,5 milhões para o incremento da capacidade do Terminal Portuário de Miramar em aproximadamente 82,1 mil t/ano.

Fonte: Ministério dos Transportes, Portos e Aviação, 30/9/2018.