Notícias

É POSSÍVEL TRANSPORTAR QUALQUER TIPO DE CARGA PELA FERROVIA

By | 24 Mai, 2018

Contêineres carregados com carga de um novo cliente estão circulando pela rota ferroviária RJ-BH. O primeiro embarque de mochilas, pratos de porcelana, jarras de suco, garrafas de plástico, cadernos, enfeites de Natal, entre outros, foi feito, neste mês, em sete contêineres. O transporte dos produtos importados da chinesa Yangzi acontece do Porto de Sepetiba, no Rio de Janeiro, ao Tecaf, em Contagem/MG.

Segundo o gerente de Industrializados e Granéis, Rodrigo Napoleão, a prospecção com a Yangzi começou a partir de um plano para aumentar a rentabilidade do transporte de contêineres. O cliente mudou sua logística para garantir a segurança da carga.

“Desde o ano passado vínhamos fazendo estudos para melhorar a rentabilidade do contêiner. Para fazer isso, precisávamos buscar carga de retorno, já que já tínhamos clientes no fluxo de exportação. Fomos, então, ao mercado identificar clientes que importavam carga e apostamos, principalmente, na região de Belo Horizonte. Depois que apresentamos a solução o cliente começou a usar a ferrovia e um dos principais ganhos está diretamente relacionado à redução no índice de roubo de cargas. Afinal de contas, são vários os recursos que aumentam, e muito, a segurança da carga na ferrovia, como o posicionamento dos contêineres porta contra porta, entre outros”.

O acordo comercial, válido por um ano, foi fechado na semana passada e a previsão é de que 80 contêineres de 40 Pés (160 TEU) sejam transportados mensalmente. Um trem que chegava ao porto com carga de diversos clientes da região de Belo Horizonte (MG), e antes retornava para o terminal vazio, agora carrega produtos da Yangzi.

“Com a Yangzi, no período entre junho e setembro, há possibilidade de transportarmos até 150 contêineres, o equivalente a 300 TEU. Isso acontece pois esse é o período em que a empresa atende ao mercado de produtos natalinos, um dos grandes negócios deles”, complementa.

BONS NÚMEROS

A rota RJ-BH tem sido uma das principais responsáveis por alavancar o transporte de contêineres na MRS. No mês de janeiro, foi registrado recorde no volume transportado, considerando cargas industrializadas em contêineres: 22,2 mil TU (toneladas úteis)/1501 TEU. O crescimento foi de 27% em relação ao último recorde, que havia sido registrado em agosto de 2017, quando o volume foi de 17,9 mil TU/1436 TEU.

Fonte: Informativo dos Portos, 24/5/2018.