Agência Porto | Consultoria

Notícias

GENERAL MOTORS FAZ TESTE DE DESEMBARQUE NO PORTO DE ITAJAÍ

By | 09 Jul, 2018

“Hoje podemos dizer que nossa logística é muito melhor que outros portos no país, por isso nós queremos a General Motors operando aqui no Porto de Itajaí, pois temos capacidade e condições precisas para este tipo de movimentação”. Com estas palavras, o Superintendente do Porto de Itajaí, Engº Marcelo Werner Salles, demonstrou precisão e competência por todos que atuam no Complexo Portuário de Itajaí, quanto a possibilidade do porto público realizar as operações através do sistema ROLL ON ROLL OFF – quando os veículos são conduzidos para fora do navio e encaminhados para uma área primária do porto.

No mês passado, em nove de junho, uma frota de 500 veículos marca CRUISE da GM foram trazidos pelo navio de bandeira do Panamá, o Apollon Highway. A embarcação deste porte de operações saiu da Argentina e realizou sua atracação na margem direita do rio, no berço 02 da APMT.

A primeira operação “teste” na APM Terminals foi realizada com sucesso e todo o processo de desembarque encerrou em menos de cinco horas. Cerca de 104 carros foram descarregados por hora obtendo 100% de eficiência na operação e sem o registro de avarias.

Assim como na primeira operação, neste segundo “teste”, os veículos descerão por uma rampa e serão conduzidos até o cais público no berço 03. Na sequência serão conduzidos ao Armazém 03 onde permanecerão no local interno para uma vistoria por parte de profissionais da Gerência de Operação Portuária. Após a vistoria, os veículos sairão pelo Portão/Gate 2 (específico para cargas especiais) e não irá conflitar com a movimentação de cargas de contêineres. Em seguida serão encaminhados até o RAC – Recinto Alfandegado Contíguo e no local serão carregados para as “Cegonheiras” e por fim, transportados aos seus locais de destino.

O RAC – Recinto Alfandegado Contíguo tem 25 mil metros quadrados de área e com este desembarque de 500 veículos da GM ocupará cerca de 40% de seu espaço físico.

Nesta segunda operação “teste”, as 1000 unidades estão sendo trazidas do Porto de Zarate (Argentina) pelo navio de bandeira do Panamá (European Highway), cujo comprimento é de 180 metros e boca 32,20m.

A embarcação atracará novamente no berço 02 da APM Terminals (empresa arrendatária do Porto Público de Itajaí), por volta de 03:00 horas de segunda-feira e ao término de sua operação, desloca-se para o Estado do Rio de Janeiro ainda no mesmo dia.

Para que estes “testes” fossem realizados com sucesso, desde março deste ano reuniões periódicas vinham ocorrendo com membros da Superintendência do Porto de Itajaí, Gerência e diretores de Relações Governamentais da General Motors no Brasil – Gestão Logística (TEGMA), diretores da  APMT de Itajaí, diretores da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Prefeitura Municipal de Itajaí através das Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda, da  Fazenda e Procuradoria Geral do Município.

De acordo com informações da Gerência de Operações da Superintendência do Porto de Itajaí, após esse segundo “teste” de desembarque, está prevista uma terceira operação “teste” ainda dentro deste mês de julho, provavelmente no dia 22, descarregando mais 1000 unidades no Porto de Itajaí com a possibilidade de serem quinzenais e previsão de até 2500 veículos por navio.

A montadora GM – Chevrolet, é pioneira no Brasil no seguimento de transporte marítimo de veículos e para estas operações de “testes”, os veículos são das marcas Equinox, Camaro e Tracker (SUV), ao qual serão embarcados pelo México e transportados diretamente até o Porto de Itajaí.

Desde o início das reuniões, o Prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni acenou com otimismo a vinda de operações de cargas de automóveis realizadas pela General Motors e está confiante pela permanência da montadora operando pelo Porto de Itajaí, “Sem dúvida essa é uma oportunidade ímpar. Vindo a GM outras montadoras também poderão fazer uso dessa atividade pelo nosso Porto de Itajaí. Será um incremento na economia com potencial arrecadação para Itajaí e para o Estado de Santa Catarina”, reforçou Volnei.

O Porto de Itajaí tem histórico associado a estas operações de cargas ROLL ON – ROLL OFF quando nas décadas de 1980, 1990 e 2000, operaram com os principais Armadores que atuam nessa área.

“Recentemente nós já estamos recebendo algumas consultas com relação ao retorno dessa atividade, tanto para movimentações de descarga de automóveis, mas também de outras cargas. Isso fatalmente deverá acontecer do próximo ano, sendo que estamos com o berço 03 apto para atracações e o berço 04 em obras previsto para ser concluído no segundo semestre deste ano, portanto teremos condições adequadas para o atendimento destas e de outras cargas”, destacou Héder Cassiano Moritz, Assessor de Direção da Superintendência do Porto de Itajaí.

Em termos financeiros por geração de rendas e valores arrecadados, somente com o avanço e permanência dessa atividade entrando pelo Porto de Itajaí, é que se terá um somatório através de incentivos fiscais para a economia de Itajaí e do Estado de Santa Catarina quanto as importações dos veículos, “Esse é um desempenho de forças conjuntas entre a Autoridade Portuária (Superintendência do Porto de Itajaí), Prefeitura Municipal, Governo do Estado, APMT e principalmente a Diretoria da GM em acreditar no Porto de Itajaí. Será um orgulho para a classe dos trabalhadores portuários, para o munícipe de Itajaí e para os catarinenses”, lembrou Giovani Alberto Testoni, Secretário de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda de Itajaí.

Fonte: Informativo dos Portos, 6/7/2018.