Notícias

Governo do Pará autoriza início das obras em três terminais hidroviários

By | 30 Nov, 2021

O Governo do Pará, por meio da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), autorizou nesta segunda-feira (29), o início das obras de construção do terminal hidroviário de Aveiro, no Baixo Amazonas, e reconstrução e adequação dos terminais hidroviários de Chaves, no Marajó, e Mocajuba, no Baixo Tocantins. As obras vão trazer mais conforto e segurança aos usuários dessas regiões, além de ajudar na integração do Estado por meio do modal hidroviário.

“São cidades que possuem os rios como ruas e isso representa mais de R$ 11 milhões em investimentos. Então, queria festejar essas obras e, se Deus quiser, terei o prazer de entregá-las no próximo ano para que possamos dar a essas cidades conforto e segurança, principalmente para aquelas pessoas que chegam e saem pelos rios. São terminais modernos, adequados, com acessibilidade, enfim com uma grande infraestrutura. Além disso, quero reafirmar nosso compromisso e nosso nosso trabalho em parceria como essas cidades para o desenvolvimento do Estado”, disse o o Governador Helder Barbalho, que assinou as três ordens de serviço no Palácio do Governo, em Belém.

Para o presidente da CPH, Abraão Benassuly, a assinatura das ordens de serviço representam o compromisso do Governo do Estado, que também prioriza o modal hidroviário para desenvolvimento das regiões. Atualmente, a Companhia totaliza 34 obras no Estado, sendo oito entregues, 20 em andamento e seis em processo licitatório.

“São obras muito importantes e relevantes para todas as cidades, então essas obras tem um impacto social muito grande. Por exemplo, em Aveiro, que tem 240 anos, é a primeira vez que a cidade ganha um porto. São cerca de 27 mil habitantes, pessoas que precisam de se deslocar de barco e enfrentam dificuldades para embarcar e desembarcar. Já no município de Mocajuba, a falta de adequação do porto dificulta o transporte escolar, e no de Chaves há muitos anos já precisava dessa reconstrução, então, agora, o governador assina esses atos e muda a realidade das pessoas desses município”, frisou Abraão Benassuly.

Infraestrutura

Aveiro – Assim como os demais terminais construídos pela CPH, o porto de Aveiro será contemplado com cadeiras confortáveis, banheiros, guichês para vendas de passagens, lanchonete, salas para órgãos do governo, guarda-volumes, TV e bebedouro. Já a obra naval prevê a instalação de rampa metálica coberta e flutuante coberto, para embarque e desembarque de passageiros. O terminal será construído com base nas normas da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). No total, o Estado vai investir mais de R$ 5 milhões na obra.

“Aveiro nos seus 240 anos de existência vai receber seu primeiro terminal hidroviário nessa qualidade, o que vai dar mais mobilidade e segurança para população, então agradecemos muito ao presidente da CPH, Abraão Benassuly, por ter acreditado nisso e ao governador Helder Barbalho, que sempre olha com carinho para com nosso município”, disse o prefeito de Aveiro, Vilson Gonçalves.

Chaves – O terminal passará por obras de reconstrução e adequação, com investimento de mais de R$ 3 milhões do Estado. O porto contará com cadeiras confortáveis, banheiros, guichês para vendas de passagens, lanchonete, salas para órgãos do governo, guarda-volumes, TV e bebedouro. Já a obra naval contemplará a instalação de rampa metálica biarticulada coberta e flutuante coberto, para embarque e desembarque de passageiros. O terminal será construído com base nas normas da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e vai fomentar o turismo na região e ajudar a escoar a produção do município, além de proporcionar mais conforto e segurança aos usuários.

“Chaves agradece muito ao nosso governador. Será uma importante obra, que há anos a população aguardava. Graças a Deus conseguimos hoje e agora, só nos resta agradecer ao governador porque hoje a situação do porto é difícil e isso vai trazer uma grande alegria para o nosso provo”, frisou o prefeito de Chaves, José Ribamar da Silva, que também esteve presente no ato de assinatura.

Mocajuba – No total, o Estado vai investir quase R$ 3,5 milhões na obra de reconstrução e adequação. O porto contará com cadeiras confortáveis, banheiros, guichês para vendas de passagens, lanchonete, salas para órgãos do governo, guarda-volumes, TV e bebedouro. Já a obra naval contemplará a instalação de rampa metálica biarticulada coberta e flutuante coberto para embarque e desembarque de passageiros. O terminal será construído com base nas normas da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Além de beneficiar cerca de 32 mil habitantes do município, com mais conforto e segurança, as futuras instalações vão promover o desenvolvimento da região às margens do Rio Tocantins.

“Nosso governador Helder Barbalho sempre foi sensível às nossas reivindicações e hoje assinamos essa ordem de serviço para o terminal, uma obra muito aguardada pelo município. Será uma obra de muito utilidade para nossos ribeirinhos, já que hoje temos mais de dois mil alunos nessa região. Para nós é uma satisfação muito grande estar aqui hoje e presenciar isso”, finalizou o prefeito de Mocajuba, Cosme Macedo.