Notícias

Os 10 desafios de Valter Casimiro, novo Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil

By | 02 Abr, 2018

Valter Casimiro, atual diretor-geral do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), será o novo ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Conforme a Agência iNFRA informou com exclusividade na edição 259, seu nome, escolhido pelo PR, foi referendado pelo governo em encontro na  quarta-feira (28). Ele deve assumir na próxima semana.

Pela manhã, antes de ir ao Palácio do Planalto com Casimiro, o ministro Maurício Quintella colocou-o sentando ao seu lado para o último ato no ministério, uma entrevista coletiva em que apresentou um balanço dos seus quase dois anos de mandato, classificando sua passagem como bem-sucedida.

“Não tenho a menor dúvida que deixamos a infraestrutura bem melhor do que encontramos, em todas as áreas”, disse Quintella, exortando a necessidade de ampliar os investimentos no setor com maior abertura para o capital externo.

O último ato formal foi a assinatura de portaria com a nova Política Nacional de Transportes, documento que dará diretrizes para integrar as ações entre todos os modais sob a supervisão do ministério. Na longa apresentação que fez, Quintella elencou todos os avanços do setor, de retomada das obras inacabadas às licitações nos setores de portos e aviação.

Para Casimiro, ficou a missão com 10 iniciativas que o futuro ministro terá que tomar (quadro abaixo). Uma delas, segundo Quintella, vai contar com ajuda pessoal dele no Congresso: a reforma da Lei Ambiental.

“Vou trabalhar no Congresso pela revisão da lei ambiental”, disse Quintella. “Não queremos dispensar o licenciamento, mas queremos um licenciamento que tenha mais bom senso, que seja mais razoável, que permita que país se desenvolva”, reclamou o ministro, dizendo que tem dificuldade até mesmo para manter rodovias, principalmente no Norte do país.

Fonte: Agência iNFRA, 29/3/2018.