Notícias

Presidente da Codeba recebe representantes das agências de navegação

By | 21 Nov, 2016

O presidente da Codeba, Pedro Dantas, recebeu na manhã dessa quinta (17) o representante do Sindicato das Agências de Navegação do Estado da Bahia (Sindinave), Pedro Nolasco, e da agência operadora Inchcape Shipping Services (ISS), na figura de Merly Raymond e Ricardo Lima. Os representantes buscaram uma solução relativa ao Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Salvador que, após ser arrendado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), passou a cobrar tarifas mais elevadas, em relação àquelas praticadas pela Codeba.

O presidente da Codeba declarou o interesse em contribuir com as questões em pauta, dentro dos limites legais, uma vez que, desde 13 de outubro desse ano, a licitação do Terminal de Passageiros transferiu para o Grupo Contermas, formado pelas empresas Socicam Terminais Rodoviários e Representações e Aba Infraestrutura e Logística, a responsabilidade pelo espaço e suas respectivas operações e valores, com a devida regulação da Antaq.

“Mesmo não tendo poderes para alterar tarifas, estaremos sempre de portas abertas, cedendo, inclusive, espaço para possíveis novas reuniões com os entes diretamente envolvidos”, reafirmou Pedro Dantas. Ele frisou ainda que, desde a criação da Lei nº. 12.815/2013, a competência para celebrar contratos de arrendamento deixou de ser das autoridades portuárias, passando para a União.

A gerente Merly Raymond destacou os aumentos dos valores praticados com o arrendamento do terminal, com o cobrado para quem embarcar ou desembarcar, que sai de R$ 19,31 para R$ 87. “Nós temos escalas definidas até 2020, com custos já estabelecidos e que, até, podem sofrer alterações, mas dentro de um limite razoável”, explicou ela.

“Nosso receio é de que as operações portuárias para essa temporada de cruzeiros sejam canceladas, o que representaria prejuízo para nós e para a cidade”, revelou Pedro Nolasco.

Novo terminal
Com quase 11 mil metros quadrados, o terminal foi projetado em uma localização privilegiada, próximo a dois dos principais cartões postais da cidade: o Mercado Modelo e o Elevador Lacerda, que liga a Cidade Baixa à Cidade Alta. Ainda pode ser avistado, na entrada da baía, a cerca de 300 metros, o Forte São Marcelo, outro ponto de visitação turística. São esperadas, em média, 175 mil pessoas por ano no local.

As atividades de embarque e desembarque de passageiros, despacho e recebimento de bagagens, controle de migração e operações alfandegárias serão organizadas nos três andares do prédio de acordo com o Plano Básico de Implementação (PBI), que será submetido a Antaq, após assinatura do contrato de operação, como explica o representante da Socicam, Gustavo Andrade. “Durante o contrato de gestão do terminal, de 25 anos, o Grupo Contermas prevê investimento em torno de 7 milhões em infraestrutura”, destacou.

Dentro do terminal está previsto o aluguel de espaços por longo prazo para lojas, restaurantes, quiosques e outros, e para os eventos de curto prazo, bem como para o estacionamento.

Fonte: CODEBA, 18/11/2016.