Notícias

Seminário sela pacto para retomar o crescimento da infraestrutura do país

By | 05 Out, 2016

Evento reuniu autoridades brasileiras da área de infraestrutura e logística para discutir os desafios e perspectivas do setor

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, afirmou que, ao longo deste ano, o Brasil enfrentou um cenário de crise que restringiu investimentos, o que afetou a conjuntura econômica e, consequentemente, desamparou projetos de infraestrutura do país. O alerta foi dado na manhã desta terça-feira (4), na abertura do painel “Infraestrutura de transporte e logística: desafios e perspectiva”, realizado no Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), em Brasília (DF).

Quintella destacou em seu pronunciamento que apesar deste cenário complexo, o ministério está empenhado em trabalhar a logística brasileira com eficácia e competitividade. “A estratégia de investimento em infraestrutura é provavelmente o principal instrumento para a superação da recessão e geração do impulso que precisamos para proporcionar condições de crescimento ao país”, afirmou.

Segundo o ministro, o novo Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), liderado pelo próprio presidente da República, Michel Temer, traz uma nova forma de parceria público-privada que tem como objetivo potencializar os esforços das instituições e minimizar os entraves burocráticos que envolvem os processos de concessão. “Para destravar o nosso sistema de distribuição logística, a partir dos modais que a infraestrutura agrega, estamos dispostos a trabalhar intensamente, dialogando com as demais esferas governamentais – estados e municípios –, para traçar as melhores estratégias que possam contribuir com o desenvolvimento das regiões e do Brasil como um todo”, destacou.

O debate esteve focado também no sistema de dragagem dos portos brasileiros e na segurança dos acessos aquaviários. Com a mediação de Mário Povia, diretor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), participaram da discussão Gustavo Martins, do Conselho Nacional de Praticagem; Juarez Moraes e Silva, da Associação Brasileira de Terminais de Contêineres de Uso Público; Sérgio Aquino, da Federação Nacional dos Operadores Portuários; e Paulo Roberto Villa, da Associação de Usuários dos Portos da Bahia.

O painel foi promovido pelo Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), com o apoio do Instituto Brasileiro de Estudos Jurídicos da Infraestrutura, no Senado Federal. Além do ministro dos Transportes, participaram da abertura o presidente do Tribunal Superior Eleitoral e ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes; o secretário-executivo do Programa de Parcerias de Investimentos, Moreira Franco; o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Adalberto Tokarski; e o senador Wellington Fagundes, que preside a Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem.

Fonte: MTPAC, 04/10/2016.