Notícias

Volume das exportações brasileiras de café cresceu 103,5% em maio

By | 11 Jun, 2019

O volume das exportações brasileiras de café bateu um novo recorde histórico para meses de maio. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), os embarques alcançaram 3,5 milhões de sacas no mês passado, alta de 103,5% em relação ao mesmo mês do ano passado. A receita cresceu 57,6% na comparação, para US$ 416,2 milhões. Os resultados incluem café verde, solúvel e o torrado e moído.

Em maio, o preço médio da saca do grão em maio foi de US$ 118,26, queda de 22,6% em relação a maio do ano passado, acompanhando a pressão sobre as cotações internacionais motivada pela oferta farta de café no mercado mundial.

O café arábica respondeu por 80% do volume exportado no mês pasado, com  2,8 milhões de sacas e aumento de 95,5% em relação a maio de 2018.

O café conilon (robusta) respondeu por 10,7% do total negociado, com o embarque de 376 mil sacas e crescimento de 707,1% em relação ao mesmo mês do ano passado.

O café solúvel representou 9,3% das exportações, com 326 mil sacas exportadas, crescimento de 35,2% na mesma base de comparação.

De janeiro a maio, as exportações de café foram as maiores dos últimos cinco anos para o período – 16,9 milhões de sacas, crescimento de 40% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita cambial no intervalo foi de US$ 2,1 bilhões, aumento, de 12,7%.

Nos últimos 12 meses — de junho de 2018 a maio de 2019 —, o Brasil exportou 40,5 milhões de sacas de café, sinalizando um recorde histórico para o período na comparação com anos anteriores.

No ano-safra 2018/19 — que vai de julho de 2018 a maio de 2019 —, o país exportou  37,9 milhões de sacas  até maio, aumento de 35,9% em relação ao mesmo período do ciclo anterior. O resultado já supera a exportação recorde registrada no ano-safra 2014/15, quando o país embarcou 36,6 milhões de sacas.

“A performance das exportações do café brasileiro segue muito positiva, apresentando ótimos resultados para o mês, para o ano e também no ano-safra, que se encerra neste mês [junho]. Estamos batendo recordes históricos nas exportações de café brasileiro, atendendo à demanda dos nossos importadores com muita eficiência, qualidade e sustentabilidade”, declarou Nelson Carvalhaes, presidente do Cecafé, em nota.

Nos cinco primeiros meses deste ano, os Estados Unidos continuaram sendo o principal destino do produto brasileiro, com importações de 3,2 milhões de sacas (18,7% do total do período). A Alemanha, com 2,8 milhões de sacas importadas, absorveu por 16,7% do volume embarcado no período.

Fonte: Valor, 10/06/2019.