Governo Federal apresenta a investidores estrangeiros oportunidades de investimento em infraestrutura de transportes
Ao longo desta semana, uma delegação brasileira está em Nova Iorque para apresentar a investidores estrangeiros o modelo brasileiro de concessões e o balanço da carteira de projetos do Governo Federal em infraestrutura de transportes, no chamado Roadshow. O grupo, liderado pelo ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, vai apresentar um portfólio que tem previsão de conceder 44 ativos e garantir R$ 110 bilhões em investimentos privados, somente em 2022.

As reuniões e conferências com representantes de fundos de investimentos e bancos, em busca de atrair mais investimentos privados para o país, ocorrerão entre esta segunda-feira (09-05) e a sexta-feira (13/05).

“Estamos começando nossa semana aqui em Nova Iorque, onde viemos continuar essa apresentação da nossa agenda para este ano. O portfólio de projetos do Brasil tem: a sétima rodada de aeroportos, o Porto de Santos, que vai esse ano também para desestatização, e as rodovias paranaenses. Dentre outras agendas, destaco a importância dessa conversa com os fundos de investimentos, com os grandes bancos e também com grandes operadores de infraestrutura”, disse o ministro Marcelo Sampaio.

E completou, “vamos atrair investimentos para prover a infraestrutura para o Brasil. Isso gera empregos, gera eficiência, e a infraestrutura de qualidade que traz riqueza para o nosso país”.

Entre os destaques para esse ano está a sétima rodada de leilões de aviação, com a concessão de 15 aeroportos, incluindo o de Congonhas (SP), que conta com um dos maiores fluxos de passageiros do Brasil. Em um dos setores que mais se modernizou e cresceu nos últimos anos, o portuário, o principal projeto para este ano é a desestatização do Porto de Santos (SP).

Com leilão marcado para 20 de maio, o projeto rodoviário da BR-116/493/465/RJ/MG, entre a cidade do Rio de Janeiro (RJ) e Governador Valadares (MG), será um dos destaques do setor. Ainda estão previstos para este ano os projetos como o das BR-040/495/MG/RJ, principal ligação rodoviária entre Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte (MG).

No setor ferroviário, um item de relevância é a renovação antecipada de contrato da FCA e da MRS, totalizando cerca de 10 mil quilômetros de malha ferroviária e com investimento na ordem de R$ 55,7 bilhões.

Rodadas anteriores
Em outubro do ano passado, a delegação do Ministério da Infraestrutura já havia passado por Nova Iorque e se reunido com investidores, executivos de instituições e fundos financeiros para fazer um balanço do programa de concessões e apresentar as oportunidades de investimentos.

No mês seguinte, em novembro, a equipe brasileira apresentou os avanços e oportunidades da infraestrutura de transportes no Brasil a operadores mundiais e fundos soberanos de investimentos na Europa e no Oriente Médio. Ao longo de 10 dias eles passaram por Paris, Milão, Madri, Abu Dhabi e Dubai.

Leilões e concessões
Desde 2019, foram leiloados 83 ativos e contratados aproximadamente R$ 100 bilhões em investimentos privados para os quatro modais de transportes, que devem gerar cerca de 1,5 milhão de empregos no decorrer dos contratos. Foram 34 aeroportos, 34 terminais portuários arrendados, seis ferrovias, duas concessões novas, um investimento cruzado e três renovações antecipadas, além de seis rodovias.

Leia Também Outras Notícias

Agência Porto
| 24 Nov, 2022

Proposta impede o transporte de cargas na hipótese de frete abaixo do piso mínimo

Leia mais
Agência Porto
| 24 Nov, 2022

Investidores noruegueses visitam Porto de Suape

Leia mais
Agência Porto
| 24 Nov, 2022

Cinco ativos de infraestrutura são prioritários para receber incentivos fiscais

Leia mais

Como podemos ajudar?

Conte como podemos auxiliar com um dos nossos serviços e soluções.

Solicite um orçamento

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.